ENTREVISTA

Jarbas chama Cunha de psicopata e diz que ele é o próximo a sair

Jarbas disse que o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, não tem competência para comandar processo de impeachment

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 17/04/2016 às 12:24
Leitura:
Foto: Sergio Bernardo/ JC Imagem


O deputado Jarbas Vasconcelos (PMDB) voltou a criticar o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB) e defendeu a saída do parlamentar da presidência da casa. Em entrevista à Rádio Jornal, neste domingo (17), Jarbas chamou Cunha de “psicopata”.

“Eu acho que quando ele desencadeou o processo [de impeachment] já não tinha nenhuma autoridade. Se ele não tem autoridade moral e ética de presidir a câmara, lhe foge também qualquer tipo de competência, de legitimidade para comandar um processo de impeachment”, apontou Jarbas.

Segundo o deputado, em seu voto ele vai destacar que, após a saída de Dilma, é preciso tirar Cunha. “No meu voto eu vou dizer ‘agora Dilma, depois você’”, falou. “Ele é um homem muito previsível. Ele é um psicopata e como todo psicopata, quando você passa a conhecê-lo, você tem definições mais claras. Ele não tem amigos, ele é um gelo, ele tem seguidores”, atacou o deputado, dizendo ainda que Eduardo Cunha “já deveria ter saído há muito tempo”.

Confira os detalhes na entrevista completa:

Na avaliação do parlamentar pernambucano, Cunha envergonha o processo de impeachment na casa e a Câmara dos Deputados se sente acovardada. “O Supremo, que tem interferido tanto aqui indevidamente, poderia agora nos socorrer. Ao invés de estar aqui de regimento, voto secreto, voto não secreto, comissão disso, daquilo, poderia tirá-lo”, avaliou Jarbas,

Ele questionou a demora do Supremo em atender o pedido do Procurador Geral do República pedindo a saída do presidente da Câmara dos Deputados.

Jarbas falou ainda sobre o rumo do país, caso Michel Temer assuma o cargo e as articulações políticas que devem ser feitas com outras siglas.

Mais Lidas