IMPEACHMENT

"Nem sei se vou dormir hoje depois disso", diz Bolsonaro após cusparada

Depois de votar no plenário contra abertura do processo de impeachment, deputado Jean Wyllys cuspiu em Jair Bolsonaro

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 17/04/2016 às 21:40
Leitura:
Foto: Reprodução


Logo depois do discurso de voto no plenário da Câmara, Jean Wylis, líder do movimento LGBT, virou-se para o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) e cuspiu na cara dele.

Depois disso, Jean Wylis saiu do local e os presentes seguraram Bolsonaro para evitar conflitos.

Em entrevista à Rádio Jornal, direto de Brasília, Bolsonaro mencionou o acontecimento. O deputado disse que outra pessoa chegou a ser atingida. “Isso é preconceito, eu nem sei se eu vou dormir hoje. Eu nunca tive problemas com ele, a minha briga com ele é na questão das idéias”, disse.

Bolsonaro disse ainda que não sabe se vai processá-lo. “Eu não gosto de processar ninguém, estou cheio de processos por homofobia (...) eu respeito os outros e acho que eu tenho direito a ser respeitado. Agora uma cusparada foge da normalidade. Eu estou curioso, gostaria de saber o porquê da cusparada”, comentou.

Confira a entrevista na íntegra:

Mais Lidas