POLÊMICA

Audiência discute desapropriação ao redor do Complexo do Curado

Em caso de desapropriação, mais de 300 casas serão afetadas

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 18/04/2016 às 15:48
Leitura:
Casas ficam muito próximas ao muro do presídio
Foto: Reprodução/ TV Jornal


Está agendada para o próximo dia 25, uma audiência pública para discutir a desapropriação de mais de 300 casas no entorno do Complexo Prisional do Curado, no bairro do Sancho, na Zona Oeste do Recife. Os moradores que vivem no entorno da unidade reivindicam a retirada do complexo prisional do local e que as famílias não saiam das residências.

Na manhã desta segunda-feira (18), cerca de 40 pessoas do bairro, realizaram um protesto com faixas e cartazes em frente ao Ministério Público de Pernambuco, na Avenida Visconde de Suassuna, no bairro de Santo Amaro.

O Governo do Estado resolveu desapropriar as casas por motivos de segurança, depois de arremessos de objetos e tentativas de fuga dos detentos. Após uma vistoria na unidade pela comissão formada por técnicos da Secretaria Estadual e Direitos Humanos e da Secretaria de Mobilidade e Controle Urbano do Recife, foram identificadas diversas fragilidades na estrutura do complexo.

O Ministério Público de Pernambuco se mostrou a favor dos moradores em reunião realizada ainda na manhã desta segunda-feira com a comissão dos trabalhadores, é o que afirma o representante das famílias, José Severino. "A gente está lutando para ficar as casas e tirar o presídio", disse.

Os detalhes na reportagem de Renata Andrade:

A área a ser desapropriada compreende as ruas Maria de Lourdes, São João da Lagoa, Orfeu do Carnaval, Santa Clara do Sul, rua do Poço Fundo e Santana do Ipanema. Alguns moradores estão no local há mais de 60 anos.

Mais Lidas