DROGAS

Polícia Federal descobre laboratório clandestino de crack no Recife

PF chegou ao local após prisão de um homem flagrado com materiais para a produção da droga

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 20/04/2016 às 11:36
Leitura:
Foto: Divulgação/PRF


A Polícia Federal de Pernambuco (PFPE) realizou a prisão de Cleiton Arruda Nogocequi, 30, no último dia 13 de abril. Natural de Cuiabá, Cleiton morava em Piedade, Jaboatão dos Guararapes. Através da prisão dele, a polícia encontrou um laboratório clandestino de crack no Barro, Zona Oeste do Recife.

Segundo o chefe de comunicação da PFPE, Giovani Santoro, Cleiton foi pego com vários produtos químicos usados para a fabricação de crack. A polícia desconfiou e, após levantamento, foi descoberto que o homem havia alugado um imóvel no Barro, supostamente para comércio de ração de cachorro. Lá, a polícia encontrou todos os equipamentos e materiais necessários para fabricação da droga.

Ainda de acordo com Giovani, Cleiton ainda não havia começado a produção porque estava esperando ter acesso à pasta base. O dono do apartamento não tem envolvimento com o caso. A droga seria distribuída em Pernambuco, principalmente no Agreste e no Sertão do Estado. Cleiton foi preso por tráfico interestadual e está no Cotel. A pena pode variar de 5 a 20 anos de reclusão.

Essa foi a quinta apreensão de drogas no Recife em 2016. Dez pessoas já foram presas. Saiba mais na reportagem de Suellen Fernandes:

Mais Lidas