SEM DINHEIRO

Tribunal Regional do Trabalho negocia fim da greve dos vigilantes de carros-fortes

Patrões e funcionários de empresas que abastecem os caixas se encontram no Tribunal Regional do Trabalho para negociar campanha salarial.

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 20/04/2016 às 6:58
Leitura:


A audiência está marcada para começar às 13h no prédio sede do Tribunal Regional do Trabalho, na Avenida Cais do Apolo, no Recife. Representantes do Ministério Público do Trabalho que acompanham a polêmica vão participar das discussões.

Os trabalhadores de carros-fortes pedem 20% de reajuste e criaram um sindicato específico para reivindicar melhores salários e condições de trabalho. As empresas alegam que há um acordo firmado com o sindicato dos vigilantes que estabelece 12% de aumento.

Com a greve, que chega ao 9º dia nesta quarta-feira (20), fica cada vez mais difícil encontrar caixa eletrônico com dinheiro. A orientação dos bancos de efetuar os saques na boca do caixa é criticada pelos clientes obrigados a encarar longas filas.

O presidente do Sindicato dos Vigilantes de Transporte de Valores, Cláudio Mendonça, afirma que negociação foi equivocada:

Mais Lidas