CURADO

Audiência Pública na Alepe discute ordem de demolição de mais de 50 moradias próximas ao Complexo Prisional do Curado

Cerca de 70.000 pessoas ficariam desalojadas. Moradores da área compareceram e protestaram pedindo a saída do presídio

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 25/04/2016 às 12:12
Leitura:
Foto: Rafael Carneiro/Rádio Jornal


Um Decreto Estadual lançado no dia 7 de abril foi o objeto de discussão de uma Audiência Pública realizada na Assembleia Legislativa de Pernambuco nesta segunda-feira (25). O documento determina a demolição de mais de 55 construções residenciais e comerciais próximas ao Complexo Prisional do Curado, na Zona Oeste do Recife.

A área contemplada pela ordem abriga mais de 70 mil pessoas em cinco bairros nos arredores da unidade prisional. Na Audiência, representantes dos moradores e deputados da bancada de oposição trataram do assunto. Os moradores pedem a abertura do diálogo com o Governo, que foi convidado, mas não enviou representantes. O Plenário ficou completamente lotado de faixas e cartazes pedindo a saída do Complexo, que tem capacidade para 2.500 reeducandos, mas conta com 7 mil.

Ouça mais detalhes no flash de Rafael Carneiro:

Mais Lidas