ZONA SUL

Moradores do Recife conhecem equipamento que monitora encostas

Equipes visitaram uma área de encostas na comunidade Lagoa Encantada

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 26/04/2016 às 16:04
Leitura:
Cassio Sinomar, secretário executivo de Defesa Civil do Recife
Foto: Rafael Canreiro/ Rádio Jornal

Geólogos, engenheiros e técnicos da Secretaria Executiva de Defesa Civil do Recife e do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, visitaram uma área de encostas na comunidade lagoa Encantada, na Zona Sul do Recife, que vai receber a primeira estação total robotizada do Nordeste.

O equipamento usado para acompanhar com previsão o deslizamento de terra em regiões de morros vai estar em funcionamento em três semanas, e nesta fase que teve início nesta terça-feira (26), os moradores conheceram o sistema de prevenção e os locais onde serão instalados 100 sensores geotécnicos.

O aposentado José Marcos da Silva, espera ter noites chuvosas mais tranquilas. “Vai ajudar muito e a gente vai ficar com menos medo”, disse.

Durante os próximos dois anos, os sensores de deslocamento de terra vão atuar com outros de umidade e de chuva no solo e com um radar meteorológico na criação de um índice de risco para o Recife.

Rodolfo Mendes, pesquisador do Cemaden, detalha como vai operar a estação robotizada. “Ele não emite sinal, interferências eletromagnéticas, não depende de energia e nada. É custo zero. Ele vai ficar instalado na moradia ou no terreno e na escola vai ser instalado um outro equipamento, que é uma central, que é ela que vai emitir um sinal e vai refletir nesse sensor instalado na casa”, contou.

Confira os detalhes na reportagem de Rafael Carneiro:

Com a estação de monitoramento, vai ser possível antecipar acidentes com uma margem de segurança que permite a evacuação de pontos de risco com antecedêncio. O sistema funciona em mais oito cidades de Santa Catarina, São Paulo e do Rio de Janeiro.

Cassio Sinomar, secretário executivo de Defesa Civil do Recife, espera contar com os cuidados dos moradores na construção de um ambiente mais seguro.

Mais Lidas