ATENDIMENTOS

Hospital da Mulher será inaugurado com alguns serviços sem funcionar

Por falta de regulação os serviços de enfermaria e atendimento neonatal vão precisar esperar um pouco

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 27/04/2016 às 15:55
Leitura:
Prefeito assinou termo de sessão da gestão da unidade nesta quarta-feira
Foto: Rafael Carneiro/ Rádio Jornal

nove dias de ser inaugurado o Hospital da Mulher do Recife, o prefeito Geraldo Julio assinou, nesta quarta-feira (27), o termo de sessão da gestão da unidade, que fica sob responsabilidade do Hospital de Câncer de Pernambuco.

O contrato tem vigência de dois anos, podendo ser renovado pelo mesmo período até o tempo máximo de dez anos.

O superintendente do HCP, Hélio Fonseca, explica como vai ser o trabalho à frente da nova unidade. “A gestão do hospital vai acontecer de forma gradativa. Nós estamos assumindo o hospital a partir de hoje, que nós recebendo as chaves, a inauguração na próxima semana e nós pretendemos incorporar toda nossa capacidade de gestão adquirida no HCP aqui no Hospital da Mulher”, disse.

Apesar de iniciar o atendimento no mês de maio, por falta de regulação os serviços de enfermaria e atendimento neonatal vão precisar esperar um pouco. Só em julho é estão previstos partos no Hospital da Mulher.

Confira os detalhes na reportagem de Rafael Carneiro:

Hospital está localizado às márgens da BR-101
Foto: Andréa Rêgo Barros/ PCR

O Hospital da Mulher, que fica nas margens da BR-101, no bairro do Curado, Zona Oeste do Recife, quando estiver em pleno funcionamento vai reunir, em um único espaço, atendimento de urgência e emergência 24h, clínica ambulatorial, diagnóstico e apoio terapêutico e assistência à mulher vítima de violência.

E o serviço vai ser monitorado e avaliado periodicamente, garantiu o prefeito do Recife, Geraldo Julio. No total, o valor da obra e a compra de equipamentos custou R$ 114 milhões com recursos do município, governo do estado e federal.

Mais Lidas