GREVE PM

PM aceita proposta do Governo do Estado e desiste da greve

Após horas de negociações, a categoria aceitou a proposta do governo e decidiu manter as atividades

Rádio Jornal, com informações do NE10
Rádio Jornal, com informações do NE10
Publicado em 27/04/2016 às 23:11
Leitura:

Foto: reprodução/NE10

Policiais e bombeiros militares de Pernambuco anunciaram na noite desta quarta-feira (27), que não vão entrar em greve. Durante o decorrer do dia, o clima foi de expectativa sobre as negociações entre o governo do estado e a categoria. Saiba mais na reportagem de Henrique Barros e Rafael Souza:

A primeira proposta do governo foi recusada pela PM. O presidente Associação de Cabos e Soldados e Bombeiros Militares, Albérisson Carlos, levou uma pauta assinada com a proposta para os integrantes da classe, que se concentrou em frente ao Palácio Campo das Princesas (foto), no Recife. As medidas não foram aceitas e ele voltou para outra reunião na Secretaria de Administração para mais negociações com o secretário Milton Coelho, o secretário de Defesa Social, Alessandro Carvalho, o deputado estadual Joel da Harpa e o comandante Carlos Albuquerque. Após a segunda reunião, Albérisson Carlos anunciou o acordo e foi aplaudido pelos integrantes presentes.

A categoria aceitou a proposta do Governo, que vai conceder, a partir de junho, auxílio-uniforme no valor de R$ 750 e no vale transporte no valor R$ 400. Mesmo sem reajuste no salário, de acordo com o deputado Joel da Harpa, a proposta aceita representa um ganho real de 20% para militares e bombeiros. “Nós queríamos 18% e conseguimos 20%. Esse é uma conquista para a categoria".

POSICIONAMENTO DO GOVERNO - Em nota, o Governo de Pernambuco afirmou que "diante de um difícil cenário econômico, o Governo de Pernambuco está tentando manter o equilíbrio financeiro e, dentro das possibilidades, vem contemplando os pleitos dos servidores da melhor forma possível e mantém um diálogo permanente com todas as categorias". Confira os pontos acordados com a categoria abaixo:

1.Pagamento de Auxílio para Aquisição de Uniforme no valor de R$ 750,00 anual para militares Praças e Oficiais ativos e da Guarda Patrimonial. (a partir de junho/2016);

2.Pagamento de ajuda de Custo Transporte no valor de R$ 400,00 mensais para todos os Praças (ativos e inativos, a partir de junho/2016);

3. Pagamento de Ajuda de Custo Transporte no valor de R$ 600,00 mensais para todos os Oficiais (ativos e inativos, a partir de junho/2016);

4.Investimentos e regularização de débitos no SISMEPE (Sistema de Saúde dos Militares do Estado de Pernambuco);

5.Abertura de Concurso Público para Oficiais (CFO) (60 PMs e 20 CBMs para o ano de 2017 e o mesmo quantitativo para o ano de 2018);

6.Abertura Seleção Interna para o Curso de Formação de Oficiais da Administração (CFOA) no exercício de 2016;

7.Abertura de Concurso Público para Soldados do CBM (300 soldados);

8.Revisão do Código Disciplinar em 2016;

9.Compromisso da não majoração da alíquota de FUNAFIN;

10.Abertura de Curso de Habilitação de Cabos e Curso de Formação de Sargentos em 2016

Tabela referencial reajuste ajuda de custo transporte em relação ao soldo:

VIOLÊNCIA - Durante as negociações vários boatos de arrastões em algumas localidades da região metropolitana do Recife, circularam pelas redes sociais. Desses, apenas um foi confirmado no centro de Prazeres, em Jaboatão dos Guararapes, Região Metropolitana do Recife (RMR). Com o clima de tensão que se propagou com os boatos e ao movimento fraco de clientes, vários pontos de comércio no centro da capital pernambucana fecharam as portas mais cedo.

Mais Lidas