SEGURANÇA

Policiais militares e bombeiros decidem em assembleia se realizarão greve

Categoria se reúne com o secretário de Administração de Pernambuco, nesta tarde

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 27/04/2016 às 15:23
Leitura:
Grupo protestou em frente à Alepe
Foto: Juliana Oliveira/ Rádio Jorna


Um grupo formado por policiais militares e também de membros do Corpo de Bombeiros de Pernambuco realizou um ato em frente à Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), na tarde desta quarta-feira (27). O grupo realizará uma assembleia para decidir se entram ou não em greve. Ainda não há nenhuma confirmação sobre greve.

Após um atraso de quase três horas, teve início a reunião que acontece na Secretaria de Administração de Pernambuco, na Avenida Antônio de Góes, no bairro do Pina, com o secretário Milton Coelho e líderes da categoria. Na reunião, os representantes pretendem cobrar do governo respostas sobre a pauta de reivindicações entregue no último dia 13. O secretário de Defesa Social, Alessandro Carvalho, e o comandante geral da Polícia Militar, Carlos D'Albuquerque, também participam da reunião.

O comandante tranquiliza a população. "Desde logo cedo pela manhã, nós estamos acompanhando o lançamento do nosso efetivo. Não houve alteração na rotina operacional nem administrativa dos nossos quarteis", destacou.

Confira os detalhes no flash de Juliana Oliveira:

Reunião acontece na Secretaria de Administração de Pernambuco
Foto: JC Online

Segundo informações da Associação de Praças de Pernambuco, a categoria saiu em caminhada da Alepe até o Palácio do Campo das Princesas. Eles passaram por várias ruas e avenidas complicando o trânsito na região. Parte seguiu para o Pina e outra parte ficou no Palácio. Eles vão aguardar a conclusão da reunião.

Grupo saiu em passeata até o Palácio do Campo das Princesas
Foto: Jornal do Commercio

Confira todos os detalhes no flash de Juliana Oliveira:

A pauta inclui como propostas: mudança no código disciplinar, aumento salarial de 18,53% e melhores condições no ambiente de trabalho.

O governador Paulo Câmara afirmou na manhã de hoje que tem a expectativa de que não haja a greve da Polícia Militar, mas que os comandantes já estão se preparando para qualquer tipo de eventualidade para que haja polícia na rua. Segundo o governador, já foi solicitada ao Governo Federal a ajuda da Força Nacional e do Exército.

Mais Lidas