SAÚDE

Dia D da vacinação contra gripe é marcado por atropelos no Recife

No posto de imunização da Imbiribeira, o atendimento foi restrito aos adultos por falta de estrutura para atender crianças

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 30/04/2016 às 13:22
Leitura:
Foto: Ísis Lima/Rádio Jornal


Reportagem de Ísis Lima

Pernambuco já registrou até o dia 23 de abril 19 casos confirmados da gripe H1N1. No Recife, quatro pessoas morreram em decorrência da doença. Nesse sábado (30), foi realizado em todo o Brasil o Dia D da campanha nacional de vacinação contra a influenza.

No Recife, 167 postos estão realizando a imunização. O público-alvo da campanha são idosos acima dos 60 anos, crianças entre seis meses e cinco anos, mulheres grávidas ou no pós-parto, além de doentes crônicos e pessoas com privação de liberdade.

Na ação da prefeitura realizada no bairro da Imbiribeira, crianças não puderam sem imunizadas, pois, o espaço não tinha estrutura profissional para atender os pequenos. Luiz Teodoro levou a filha de quatro anos, Wendly Victória, e saiu de lá sem atendimento. “Eles disseram que só eram idosos, gestantes e pessoas com diabetes e hipertensão”, lamentou.

Foto: Ísis Lima/Rádio Jornal

Já o aposentado Severino Cosme Vieira, de 64 anos, foi imunizado e ficou mais aliviado. “Essa é a terceira vez que eu tomo e nunca tive reação”, contou.
A campanha nacional de vacinação contra a influenza segue até o dia 20 de maio. A vacina protege contra os vírus da influenza a H1N1, a H3N2 E B.

A imunização é contraindicada para pessoas com alergia ao ovo ou a qualquer outro componente da fórmula. A dose também não é recomendada àqueles que apresentaram história de reação alérgica em dose anterior da vacina. Em caso de doenças agudas febris moderadas ou graves, é recomendado adiar a vacinação até a resolução do quadro.

Mais Lidas