ELEIÇÕES 2016

Eleitor que não regularizou título precisa tirar declaração provisória

Cartórios eleitorais começam a emitir hoje as certidões circunstanciadas para quem não fez o recadastramento biométrico e quer continuar recebendo benefícios

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 05/05/2016 às 6:14
Leitura:
Foto: Reprodução/Internet


O prazo para regularizar o título de eleitor e fazer o cadastramento biométrico terminou nesta quarta-feira em 22 municípios, entre os quais, Olinda, Paulista, Petrolina, Limoeiro e Vitória de Santo Antão. A partir desta quinta-feira (5), os cartórios eleitorais de todo o Estado começam a emitir uma declaração provisória para amenizar a situação de quem teve o título cancelado.

Sem a atualização de dados e a inclusão das digitais o eleitor tem o título cancelado e fica impedido de votar em outubro. Além disso pode ter outras complicações como por exemplo na hora de assumir uma vaga em concurso público ou no pedido de concessão ou continuidade de benefícios como o programa Bolsa Família, do Governo Federal.

A certidão circunstanciada é emitida mediante ida do eleitor ao cartório e entrega de documentos entre os quais a identidade e o CPF. A regularização dos títulos cancelados só será efetivada a partir de 03 de novembro, quando reabre o cadastro eleitoral.

O assessor da Corregedoria do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) Pernambuco explica que cada caso será analisado. Orson Lemos esclarece que o direito a escolha pelo voto em outubro não será permitida em hipótese alguma:

Mais Lidas