IMPEACHMENT

Deputado Waldir Maranhão anula decisão que cancelava sessão que autorizou abertura do impeachment de Dilma

Presidente interino da Câmara dos Deputados voltou atrás na decisão tomada na última segunda-feira (9)

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 10/05/2016 às 8:47
Leitura:
Deputado Waldir Maranhão. Foto: Reprodução

O presidente interino da Câmara dos Deputados, deputado Waldir Maranhão (PP-MA), voltou atrás e cancelou a decisão que anulava a sessão na Câmara responsável por autorizar a abertura do impeachment da presidente Dilma Rousseff. No ofício, de apenas quatro linhas, o substituto de Eduardo Cunha não detalhou motivos para a mudança de postura.

A decisão já foi encaminhada ao presidente do Senado, Renan Calheiros, e publicada na edição do Diário Oficial desta terça-feira (10). A anulação na última segunda (9) causou polêmica na Câmara. A bancada de oposição chegou a ameaçar acionar o Conselho de Ética e pedir a cassação do deputado. O presidente interino também é alvo da Operação Lava Jato, sendo acusado de lavagem de dinheiro e ocultação de bens.

Waldir Maranhão, que votou contra o impeachment no dia 17 de abril, falou ainda ontem sobre o assunto:



Antes mesmo da revogação do ato, o presidente do Senado já tinha decidido continuar com o processo. Renan Calheiros agendou para o fim da tarde de hoje a votação da cassação do mandato de Delcídio do Amaral. Com isso, o processo de impeachment de Dilma vai a plenário na sessão desta quarta (11). A expectativa é que a votação ocorra por volta das 19h.

Se o procedimento for aprovado, a presidente vai ser afastada por 180 dias, sendo substituída pelo vice Michel Temer. Renan Calheiros afirma que é preciso tratar com seriedade o tema:

Mais Lidas