SEM LIMITE

Grupo é preso suspeito de esquema milionário de desvio de dinheiro

A quadrilha invadia contas bancárias de terceiros e transferia valores para a conta dos envolvidos ou mesmo de empresas deles

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 10/05/2016 às 18:13
Leitura:
Entre os materiais apreendidos, a polícia encontrou um revólver
Foto: Lélia Perlim/ Rádio Jornal

Cinco pessoas foram presas sob suspeita de participação em esquema milionário de desvio de dinheiro. As prisões ocorreram por meio de mandado judicial dentro da Operação Sem Limite, da Polícia Civil, deflagrada na última sexta-feira (6), mas que só teve o balanço geral divulgado nesta terça-feira (10).

Ao todo, foram expedidos oito mandados de prisão e oito de busca, em que foram apreendidos notebooks, celulares e até um revólver calibre 32. A quadrilha invadia contas bancárias de terceiros e transferia valores para a conta dos envolvidos ou mesmo de empresas deles.

Alguns saldos zerados chegaram a receber créditos de até R$ 300 mil. O titular da Delegacia do Cordeiro, João Gustavo Ferraz, detalha a investigação iniciada em abril e a ação do grupo.

Confira os detalhes na reportagem de Lélia Pelim:

Delegado da Polícia Civil durante apresentação dos detalhes da Operação Sem Limite

Um dos líderes do grupo, Guilherme Augusto Moller, de 28 anos, era monitorado por uma tornozeleira eletrônica. Ele tinha sido preso por clonagem internacional de cartão de crédito em novembro do ano passado dentro da Operação Miami.

A polícia pede agora o apoio da população para tentar localizar um dos três foragidos, identificado como Hugo José dos Santos Pereira Lima, de 31 anos. O suspeito teria utilizado um boleto fraudado para o pagamento de um compra de móveis no valor de R$ 69 mil.

Guilherme Moller está preso preventivamente no Cotel, em Abreu e Lima, enquanto os outros quatro suspeitos estão cumprindo prisão temporária no Depatri, em Afogados.

Mais Lidas