ASSISTÊNCIA

Após incêndio no Torreão, famílias pedem ajuda para reconstruir moradias

Comunidade Construindo Sonho foi atingida por um incêndio na última sexta-feira e 126 moradias foram destruídas

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 16/05/2016 às 16:21
Leitura:
Moradores receberam cestas básicas nesta segunda-feira
Foto: Rafael Carneiro/ Rádio Jornal


Aos poucos o desespero de quem perdeu tudo em um incêndio de grandes proporções, vai sendo substituído pela esperança de dias melhores. Na comunidade Construindo Sonho, na Ilha do Joaneiro, Torreão, na Zona Norte do Recife, onde antes existiam 126 moradias, cinzas e destroços ainda são alvos dos moradores, em busca de ferro e cobre para ser vendido e o dinheiro ser usado na reconstrução da vida.

Em geral, as famílias estão na casa de parentes e uma pequena quantidade na Associação de Moradores da Ilha do Joaneiro. Lá, roupas e calçados recebidos já são suficientes.

Cenário de destruição após incêndio
Foto: Renata Andrade/ Rádio Jornal

O desejo agora se concentra na doação de material de construção e de limpeza. Como explica Marcela Gomes, que vivia há oito anos com três filhos na comunidade atingida.

Confira os detalhes na reportagem de Rafael Carneiro:

Ajuda prometida aos integrantes da comunidade, em reunião com a PCR e a Secretaria de Habitação do Estado (SEHAB), começou a chegar. Além das três refeições diárias e colchões providenciadas pela Defesa Civil do município e vistoria técnica do terreno, foi a vez do Instituto de Assistência Social e Cidadania (IASC) entregar cestas básicas.

Fogo consumiu comunidade na noite da última sexta-feira
Foto: Caroline Santos/ Rádio Jornal

O coordenador do Movimento Nacional de Luta pela Moradia, Paulo André, pede a sensibilidade do recém nomeado ministro das Cidades, Bruno Araújo.

Em nota, a Secretaria de Habitação do Estado divulgou que a comunidade já possui cadastro e será incluída em projetos habitacionais do Minha Casa, Minha Vida, provavelmente no bairro de Nova Descoberta.

O terreno já foi cedido pelo Governo do Estado e abriu processo de chamada pública para construção, mas o prazo para entrega ainda não foi definido.

Mais Lidas