ELEIÇÕES

"Dificilmente estaremos com o PSB em 2018", diz Daniel Coelho

Candidato a prefeito do Recife, deputado comenta rompimento

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 16/05/2016 às 10:51
Leitura:
Foto: Reprodução/Internet


Na primeira entrevista após a saída dos tucanos da Frente Popular de Pernambuco, liderada pelo PSB, um dos protagonistas do desacerto falou nesta segunda-feira (16) no programa de Geraldo Freire, na Rádio Jornal. O deputado federal e pré-candidato a prefeito pelo PSDB, Daniel Coelho, afirmou que as eleições municipais de outubro oficializam as mudanças na política do estado. E setencia: "Dificilmente estaremos com o PSB em 2018".

Apoiador da coligação que levou Paulo Câmara ao Governo do Estado em 2014, o PSDB teve que sair do grupo político para poder lançar a candidatura de Daniel Coelho para prefeito neste ano. O mesmo caminho teve que ser tomado pelo DEM, que também fazia parte da aliança, mas sai para lançar a deputada estadual Priscila Krause. Os dois nomes - Daniel e Priscila - são oponentes do atual prefeito Geraldo Julio (PSB), candidato à reeleição em outubro.

Durante a entrevista, Daniel Coelho respondeu aos ataques do atual Secretário de Justiça do Estado, Pedro Eurico, que é filiado ao PSDB, mas defende o PSB. "Pedro Eurico está fora da vida partidária, tanto que ele vai ficar na gestão estadual mesmo com a recomendação de deixar o cargo. Ele seria bem vindo se deixase o governo e voltasse pro nosso lado", declarou Daniel.

Eleito deputado federal em 2014, Daniel Coelho foi o segundo colocado nas eleições municipais do Recife em 2012, com 27% dos votos válidos. Na época, o prefeito Geraldo Julio foi eleito no 1º turno com uma margem pequena (51%). Ouça a entrevista completa abaixo:

Mais Lidas