PROTESTO

Servidores do Hemope rejeitam mudanças no pagamento de gratificações

Durante a manhã, os servidores protestaram em frente à sede do Hemope, bloqueando e liberando a Rua Joaquim Nabuco

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 17/05/2016 às 10:27
Leitura:
Foto: Lélia Perlim/Rádio Jornal


Nesta terça-feira (17), os servidores da Fundação de Hematologia e Homoterapia de Pernambuco (Hemope) realizam uma paralisação em todo o Estado. O ato é uma advertência da categoria ao Governo do Estado, que fez mudanças na forma de pagamento das gratificações por desempenho dos servidores. Saiba mais na reportagem de Lélia Perlim:

De acordo com a presidente do Sindicato dos Servidores do Hemope, Juscelita Boudoux, os ganhos de produtividade eram divididos de maneira satisfatória para todos os níveis, mas com a mudança, os médicos passam a ganhar muito mais que os demais níveis. "Os médicos querem a parte maior da nossa produtividade. Além disso, quem estiver de licença, não vai receber o benefício", diz.

De acordo com a categoria, apenas 30% dos serviços seriam oferecidos nesta terça-feira. Assim que batida a meta de atendimento aos doadores, o serviço será suspenso. Em todo o Estado, cerca de 1500 servidores devem aderir à paralisação. As atividades coltam ao normal nesta quarta.

Durante a manhã, os servidores protestaram em frente à sede do Hemope, bloqueando e liberando a Rua Joaquim Nabuco, no bairro das Graças, área central do Recife.

Mais Lidas