SAÚDE

Chuveirões de Boa Viagem serão abastecidos com água da Compesa

Após identificar alta concentração de bactérias e coliformes fecais, Prefeitura do Recife interditou 33 poços artesianos que abasteciam os equipamentos

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 23/05/2016 às 15:08
Leitura:
Estudo apresentou da UFPE mostrou, em 2014, presença de microorganismos na água
Foto: JC Imagem


Trinta e três poços artesianos que abastecem os chuveiros localizados na orla de Boa Viagem foram interditados pela Prefeitura do Recife. O dado foi divulgado durante entrevista coletiva na sede do órgão, nesta segunda-feira (23). Outros 14 dispositivos também devem ter o funcionamento proibido até o fim desta semana.

A desativação dos poços ocorre por causa da alta concentração de bactérias e coliformes fecais na água, detectada em estudo da Vigilância Sanitária do Recife. No entanto, a presença de microorganismos já tinha sido detectada em um estudo da Universidade Federal de Pernambuco realizado em 2014.
Confira os detalhes na reportagem de Lélia Perlim:

O secretário de Mobilidade e Controle Urbano do Recife, João Braga, justifica que a interdição aconteceu só agora, depois de dois anos, pois foi concluído também os estudos da secretaria. “Esse estudo da universidade foi usado para uma ação na Justiça. Já houve uma determinação judicial de interdição desses poços e nós estamos cumprindo, não somente essa interdição, mas também dando sequência ao trabalho que tem sendo feito na secretaria”, explicou.

Coletiva realizada nesta segunda-feira
Foto: Lélia Perlim/ Rádio Jornal

A Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco estuda a implantação de 110 novos chuveirões em Boa Viagem. A previsão do governo é de que os equipamentos sejam alimentados com água da Compesa vinda do Sistema Pirapama.

O gerente geral do Programa de Desenvolvimento do Turismo, Rafael Ferraz, disse que o novo serviço vai ser pago pois será utilizada água da Compesa, com equipamento diferenciado. “Isso deve ser repassado sim ao usuário, claro que na menor tarifa possível. Esse estudo vai apontar qual seria essa menor tarifa”, destacou.

O Prodetur deve lançar licitação para o projeto dos chuveirões, que vai contemplar a orla de Boa Viagem e de Olinda ainda nesta semana. O investimento total está orçado em R$ 2,3 milhões. Os chuveiros devem estar instalados na orla oito meses após a contratação da empresa.

Mais Lidas