GOVERNO INTERINO

Romero Jucá recua e pede licenciamento do Ministério do Planejamento

Decisão foi tomada após divulgação de conversas em que Romero Jucá (PMDB) fala que seria preciso interromper a Operação Lava Jato

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 23/05/2016 às 18:35
Leitura:
Romero Jucá antes de anunciar licenciamento
Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

Romero Jucá (PMDB-RR) pediu licenciamento do cargo de ministro do Planejamento no final da tarde desta segunda-feira, após ter afirmado que não deixaria a pasta, ainda pela manhã. Ele já assume a vaga no Senado nesta terça-feira.

A decisão foi tomada após o jornal Folha de São Paulo publicar conversas gravadas de Jucá em que ele fala que seria preciso interromper a Operação Lava Jato. Ele fez o anuncio após reunião com o presidente interino, Michele Temer (PMDB).

Jucá disse que vai protocolar hoje um pedido na Procuradoria-Geral da República (PGR) para que o órgão avalie se há alguma ilegalidade na gravação que comprometa a permanência dele no ministério. No período da licença, Jucá reassumirá o mandato de senador e permanecerá na presidência do PMDB. O Ministério do Planejamento ficará sob comando do secretário-executivo, Dyogo de Oliveira.

Na conversa divulgada pelo jornal, Jucá fala ainda que a interrupção das investigações só seria possível com o impeachment da presidenta Dilma Rousseff.

"No meu gesto, é um exemplo de que nós somos transparentes, nada temos a esconder e eu aguardo com tranquilidade a manifestação do Ministério Público porque sei que não fiz nada de errado", defendeu-se Jucá, aos gritos de "golpista" ao fundo.

Confira trecho da entrevista coletiva:

Mais Lidas