SAÚDE

Cirurgiões buco-maxilo-faciais do estado estão em greve

Cirurgiões buco-maxilo-faciaisestão atendendo pacientes emergenciais graves. A situação segue até o meio dia desta quinta-feira (26), quando o governo vai apresentar uma proposta

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 24/05/2016 às 21:55
Leitura:

A categoria se reuniu em assembleia na noite desta terça-feira (24). Foto:Marcela Maranhão/Rádio Jornal

Cirurgiões buco-maxilo-faciais se reuniram em assembleia novamente nesta quarta-feira (25), no auditório do hospital da restauração, no Recife. Eles reivindicam a inclusão da categoria no Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV) de Pernambuco. Segundo a representante, Quitéria Resende, os profissionais se encontram em estado de greve branca - deflagrada na noite de ontem, que segue até a 12h desta quinta-feira (26) - na qual, estão sendo prestados atendimentos a pacientes em situações emergenciais graves. Ela afirma também, que Secretaria de Administração do Estado se posicionou à disposição para a negociação com a categoria e vai apresentar uma proposta nesta quinta-feira (26).

Ouça o flash da reporter Caroline Santos:

No estado, existem 60 profissionais especializados em cirurgias buco-maxilo-faciais. Esses especialistas atendem além dos pernambucanos, pessoas vindas de vários estados do nordeste, nas principais emergências de Pernambuco: no Hospital da Restauração, Hospital Getúlio Vargas, Hospital Regional do Agreste e Hospital da Face.

Doutor Pedro Tenório Wanderley (esquerda), Quitéria Resende (Centro) e Araquem de Melo (Direita). Foto: Caroline Santos/Rádio Jornal

Histórico

Na terça-feira (24), a categoria se reuniu em outra assembeia para a debater sobre o Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV) e cobram o recebimento da gratificação de plantão incorporada ao salário base.

Ouça o Flash de Marcela Maranhão:

Aproximadamente 50 profissionais participaram da discussão, que teve como objetivo compartilhar reivindicações e se articular para a possibilidade de uma greve da categoria. A representante dos Cirurgiões buco-maxilo-faciais da rede pública do estado, Quitéria Rezende, explicou os objetivos da reunião: “a partir de hoje, nós estamos marcando uma próxima assembleia (...) onde nós vamos dar o prazo ao governo do estado para as respostas e um posicionamento frente a nossa reivindicação”.

Segundo Quitéria, na segunda-feira (23), uma pauta com as reivindicações foi entregue ao secretário de saúde do estado, Iran Costa, com prazo de resposta até esta sexta-feira.

Cirurgiões buco-maxilo em assembleia no auditório do HR. Foto: Marcela Maranhão/Rádio Jornal

Mais Lidas