BRT

Parada de BRT recentemente inaugurada em Paulista é motivo de queixas

Usuários do BRT passam por transtornos para chegar à parada, tendo que cruzar passarela e fazer percurso inseguro

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 24/05/2016 às 10:44
Leitura:
Foto: Juliana Oliveira/Rádio Jornal


Com apenas três dias de funcionamento, a estação de BRT São Francisco de Assis, localizada na PE-15, bairro de Torres Galvão, Paulista, já é motivo de reclamação para os usuários. Para chegar à parada da estação, que faz parte do corredor Norte-Sul, os passageiros precisam passar por uma verdadeira maratona. Uma passarela com mais de 500 m de extensão, que agrega três rampas, foi montada para facilitar a passagem, mas o acesso deixa a desejar.

Na lateral da estrutura, não há calçadas, apenas muito mato. A iluminação é precária e a sensação dos passageiros é de vulnerabilidade e insegurança. O local é considerado perigoso e relatos de assaltos são constantes. A estação funciona todos os dias, das 4h da manhã às 00:20, e atende as linhas Igarassu/Prefeitura do Recife e T. I. Pelópidas/Prefeitura.

De acordo com o Grande Recife Consórcios, 64 BRTs funcionam no corredor e uma média de 70 mil passageiros são transportados por dia. A próxima estação a ser inaugurada vai ser a de Salgadinho, totalizando 26 pontos de acesso ao transporte. Saiba mais no flash de Juliana Oliveira:

Mais Lidas