POLÍCIA

Suspeita de manter idosos em abrigo clandestino é presa em Paulista

Idosos resgatados já foram levados para abrigos provisórios

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 24/05/2016 às 23:30
Leitura:
Após interdição do Lar "Viver Bem", suspeita levou idosos para abrigo clandestino Foto: DP da 28ª Circunscrição - Paulista

Uma mulher suspeita de manter 14 idosos em cárcere privado no município de Paulista, já está na Colônia Penal Feminina do Recife. A presidente do Lar de Idosos “Viver Bem”, Geane Alexandra Vieira da Cunha, de 43 anos, foi autuada em flagrante em outro abrigo chamado de “Fé e Amor”, que funcionava de maneira clandestina, em uma casa alugada no bairro de Pau Amarelo.

O Lar “Viver Bem”, que fica no bairro do Janga, foi interditado na semana passada pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e, por causa da interdição, os idosos deveriam ter sido removidos do local pelo Conselho do Idoso e pelo Centro de Referência Especializado da Assistência Social, e levados para abrigos provisórios. No entanto, Geane desobedeceu o procedimento do MP e levou os idosos do “Viver Bem”, sem sequer comunicar aos parentes, para o abrigo clandestino.

Jeane e idosos foram encontrados em casa alugada no bairro de Pau Amarelo Foto: DP da 28ª Circunscrição - Paulista

De acordo com o Delegado Titular de Paulista, Gilmar Rodrigues, os familiares dos idosos foram visitar seus parentes que estavam no abrigo do Janga, mas encontraram o Lar de portas fechadas. Com isso, eles denunciaram a situação ao Ministério Público, que logo acionou a Polícia Civil, para encontrar a suspeita e as vítimas. Além do sequestro, Geane também é acusada de tomar posse dos cartões dos idosos, sem a autorização das famílias. O delegado Gilmar Rodrigues detalhou os crimes pelos quais ela vai responder. Ouça a matéria, na íntegra:

Mais Lidas