ALÍVIO

Estação de tratamento de barragem em Arcoverde volta a operar após 25 meses desligada

Chuvas registradas no mês de maio foram um alívio para a barragem de Riacho do Pau

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 06/06/2016 às 15:54
Leitura:

Foto: Divulgação/ Compesa


Os moradores do município de Arcoverde, no Sertão do Estado, estão comemorando. Isso porque com as chuvas registradas no mês de maio, a barragem Riacho do Pau que estava em colapso há quase dois anos, aumentou o volume de água.

De acordo com a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) com as chuvas, a barragem armazenou 5,75% da capacidade total, que é de quase 17 milhões de metros cúbicos.

Em entrevista ao comunicador Geraldo Freire, o presidente da Compesa, Roberto Tavares, comemora a situação atual da barragem de Arcoverde. “Nós estávamos há 25 meses com a estação de tratamento desligada, porque a barragem de Riacho do Pau estava em colapso nesses últimos três anos e essas chuvas fizeram com que pegasse alguma água”, contou o presidente.

A recuperação do manancial permitiu que a Compesa retomasse o funcionamento da estação de tratamento de água. Agora, o abastecimento em Arcoverde vai ser de cinco dias com água e dez dias sem. Antes, o município estava sendo atendido pela bateria de Poços do Frutuoso, em Ibimirim, também no Sertão, e o calendário de abastecimento era de cinco dias com água e 22 sem água.

Outros municípios também se beneficiaram com a chuvas, como explicou Roberto Tavares.

Confira os detalhes na reportagem de Juliana Nascimento:

Ainda de acordo com presidente da Compesa, as obras da adutora de Pirangi vão ser iniciadas neste mês. O sistema vai captar água de Catende, na Zona da Mata, para abastecer Caruaru, Toritama e os municípios vizinhos do Agreste pernambucano. A medida vai beneficiar moradores da região que sofrem com a falta de água no Sistema Jucazinho.

Mais Lidas