JUSTIÇA

Família de publicitário assassinado realiza protesto em julgamento

George Carneiro Leão de Albuquerque foi assassinado em 2007 pelo soldado do Exército Ionildes Rodrigues Sobral.

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 06/06/2016 às 7:46
Leitura:
Foto: Rafael Carneiro/Rádio Jornal


O publicitário George Carneiro Leão de Albuquerque foi morto a tiros no interior da residência em Candeias, em janeiro de 2007. O autor dos disparos é o sargento do Exército Ionildes Rodrigues Sobral, que alegou motivação passional para o assassinato.

A família da vítima revela que o publicitário teve um relacionamento com a ex-mulher do sargento. O réu está desde março do ano passado preso no quartel com base numa ordem de prisão preventiva expedida pela justiça.

O júri popular, composto por sete pessoas, foi sorteado nesta segunda-feira (6), pela juíza Inês Maria de Albuquerque. O julgamento acontece no fórum da comarca de Jaboatão dos Guararapes e está previsto para terminar ainda hoje. Os familiares e amigos de George Carneiro Leão de Albuquerque vão realizar um ato por justiça.

A irmã do publicitário, Mirela Albuquerque, acredita que chegou a hora de amenizar o sofrimento e a saudade. “Que a Justiça seja feita por que nada justifica um ser humano matar outro, principalmente da maneira que ele matou, invadindo a casa do meu irmão", desabafou. "A dor nunca passou, mas estava guardadinha e agora estamos todos desesperados. Quando a ferida já está começando a fazer uma casquinha, essa casquinha cai”, completou.

Mais Lidas