ESTADO

Com serviços paralisados, servidores esperam retorno do governo

Presidente do Sindserpe diz que governo só quer dialogar e não inicia negociações

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 14/06/2016 às 14:02
Leitura:
Servidores realizaram um ato em frente ao Palácio do Campo das Princesar na manhã de hoje
Foto: Cortesia

Os servidores públicos de Pernambuco lotados nas secretarias, autarquias e fundações aguardam por um encontro com o secretário de Administração do Estado, Milton Coelho, ainda esta semana para negociar sobre a campanha salarial da categoria.

Os funcionários públicos paralisaram as atividades nesta terça com o objetivo de chamar atenção para a pauta de reivindicações composta por 20 itens e entregue ao governo há mais de 60 dias. Pela manhã, cerca de 100 servidores realizaram um protesto em frente ao Palácio do Campo das Princesas, na área central do Recife.

Depois do ato, uma comissão foi recebida pelo secretário-executivo da Casa Civil, Marcelo Canuto. O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos, Civis e Estaduais de Pernambuco (Sindserpe), Renilson Oliveira, relata o que foi definido no encontro. “Fizemos uma exposição da nossa pauta e da insatisfação da categoria diante de um governo que só quer dialogar e não quer negociar”, disse. “Ficou acertado que até às 18h a Secretária de Administração fará contato com o sindicato para estabelecer uma rodada de negociação”, apontou.

Confira os detalhes na reportagem de Lélia Perlim:

O Sindicato dos Servidores do Estado ainda detalha as principais reivindicações da pauta. “Os principais pontos são os enquadramentos por tempo de serviço, também consta a reformulação do plano de cargos e carreiras da categoria, a reformulação das faixas salariais desse plano de cargos e carreiras e estamos colocando em pauta específica o descongelamento do vale alimentação que está congelado há nove anos no valor de R$ 7”, destacou.

Ainda na tarde desta terça-feira (14), os servidores vão pedir o apoio dos deputados estaduais na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe). A paralisação da categoria segue nesta quarta (15), quando um novo ato está previsto para acontecer em frente à Alepe. Nele, os funcionários públicos vão definir os rumos do movimento e a data da próxima assembleia geral.

Mais Lidas