BRUTALIDADE

Homem que havia sido preso e solto por matar esposa é preso novamente

Em 2011, Edelvrando confessou ter assassinado a companheira com um tiro na cabeça e enterrado o corpo dela por cinco meses. Mas foi solto dois anos depois

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 14/06/2016 às 16:08
Leitura:
Prisão foi realizada por policiais da Força Tarefa do DHPP
Foto: Reprodução/ Google Street View

Policiais da Força Tarefa do Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), apresentaram nesta terça-feira, os detalhes da prisão do pedreiro Edelvandro José de Oliveira, de 40 anos. Ele é suspeito de assassinar em 2011 a companheira Vanessa da Silva, de 27 anos, com um tiro na cabeça e enterrar o corpo dela na própria residência em Jaboatão dos Guararapes.

O fato só foi descoberto depois de quase cinco meses do ocorrido. Edelvandro, que estava com mandado de prisão preventiva, foi preso nessa segunda-feira (13) na casa da mãe, no Alto Santa Terezinha, Zona Norte do Recife.

Na época, o próprio Edelvandro havia procurado a Delegacia e registrado o desaparecimento da companheira, mas depois confessou o crime por conta de ciúmes.

Confira os detalhes na reportagem de Juiliana Nascimento:

Em 2011 o pedreiro foi preso, mas depois de dois anos foi solto e desde 2014 ele estava foragido como explica o coordenador da Força Tarefa, Mauro Cabral. “Ele foi preso assim que identificou-se a autoria. Mas por algum motivo ele foi solto, depois foi expedido um novo mandado de prisão”, disse o delegado, acrescentando que ele não compareceu à audiência da semana passada.

O coordenador Mauro Cabral comenta os crimes que ele está respondendo. “Ele pegou ela no trabalho e enquanto ela estava dormindo ele efetuou os disparos na cabeça. Ele foi autuado por homicídio qualificado e ocupação de cadáver”, contou.

Edelvandro José de Oliveira se encontra no Cotel e está à disposição da justiça de Jaboatão dos Guararapes.

Mais Lidas