Temer faz discurso indignado após ser citado por Sérgio Machado

A denúncia é de que ele teria pedido R$ 1,5 milhão para a campanha à Prefeitura de São Paulo de Gabriel Chalita quatro anos atrás

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 16/06/2016 às 14:50
Leitura:
Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil

A expectativa era de que houvesse uma entrevista coletiva para que o presidente interino Michel Temer falasse e explicasse quantas vezes esteve com Sérgio Machado, ex-presidente da Transpetro.

Temer disse estar indignado. Segundo o presidente interino, é importante passar a limpo essa denúncia de que ele teria pedido R$ 1,5 milhão para a campanha à Prefeitura de São Paulo de Gabriel Chalita quatro anos atrás.

“Quero me dirigir ao povo brasileiro para dizer que não deixarei passar em branco essas informações, levianas, irresponsáveis, mentirosas e criminosa do cidadão Sérgio Machado”, atacou Temer.

O presidente interino Michel Temer afirmou que quer andar na rua, quer cumprimentar o cidadão, o eleitor, as pessoas e disse que neste momento não está colaborando com os malfeitos da Repúblicas.

Ele disse ainda que é importante que haja uma harmonia no País entre o poder Legislativo e o Palácio do Planalto, entre o governo e a população e reconheceu que a delação de Sérgio Machado pode embaçar alguns projetos do governo.

Confira os detalhes na reportagem de Romoaldo de Souza:

Temer já recebeu um afago. O presidente do Senado, Renan Calheiros, falou sobre as citações de Sérgio Machado e disse que “nós que conhecíamos as relações de todos é uma coisa mentirosa, criminosa”.

E com medo de enfrentar protestos, o pronunciamento que Temer faria nesta quinta-feira (16) foi cancelado. Ele iria falar sobre o primeiro mês no comando do país.

Mais Lidas