GOLPE

Polícia investiga quadrilha que dava golpe em famílias de pacientes

Suspeitos entravam em contato com as famílias se passando por médicos e pediram dinheiro para a realização de exames não cobertos pelos planos de saúde

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 17/06/2016 às 7:03
Leitura:
.Hospital São Salvador, em Olinda, foi o cenário de golpe em duas famílias. Imagem: reprodução/Google Street View


Famílias de pacientes internados em hospitais particulares da Região Metropolitana do Recife foram vítimas de estelionatários que se passavam por médicos em ligações telefônicas para pedir dinheiro. O golpe está sendo investigado pela Delegacia de Rio Doce, em Olinda, que registrou três casos nos meses de abril e junho.

De acordo com a Polícia, os criminosos agiram em Olinda e Recife, mas também pode ter atingido outras cidades. Um, envolvendo um paciente do Real Hospital Português, no Recife; e os outros dois, com pacientes do Hospital São Salvador, de Olinda. Os criminosos chegaram a receber valores que vão de R$ 1.500 a R$ 3.800.

A polícia acredita que o golpe está sendo aplicado por uma quadrilha interestadual. De acordo com o delegado Jorge Ferreira, responsável pelas investigações, afirma que os telefonemas foram dados com números de São Paulo. Do outro lado da linha, uma pessoa se passando por médica afirmava que o plano de saúde não tinha autorizado a realização de exames.

O delegado Jorge Ferreira dá dicas para que a população não caia nesse tipo de armação. “Nenhum médico se passa pelo papel de ligar para a família de um paciente. Para isso existe o departamento administrativo”, disse. “Se alguém ligar para você, agradeça a atenção e desligue. Depois, vá no hospital saber a real situação do seu parente”, completou.

A polícia vai entrar em contato com os hospitais na próxima semana. Caso você tenha sido vítima desse tipo de golpe ou conheça alguém que tenha sido, deve entrar em contato com a delegacia de Rio Doce. O telefone é o 3184-3637.

Mais Lidas