ANDRÉ RIO

Em áudio vazado do whatsapp, cantor denuncia cobrança de propina para shows

Em nota, Governo de Pernambuco nega propina e diz que segue "todos os critérios e normas legais nas contratações". Cantor será processado.

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 23/06/2016 às 22:14
Leitura:
Foto: reprodução/internet

Um áudio com declarações polêmicas do cantor pernambucano André Rio causou estardalhçaço na Capital Pernambucana. Na gravação vazada nesta quinta-feira (23), o artista acusa o Governo do Estado de cobrar metade do cachê para artistas participarem de shows promovidos pela Empresa Pernambucana de Turismo (Empetur), ligada à Secretaria estadual de Esportes, Lazer e Turismo; e pela Fundarpe, ligada á Secretaria de Cultura. O valor seria uma espécie de propina padrão a realizações de apresentações no Estado.

O áudio foi endereçado ao grupo "Artistas unidos por Pernambuco". Após o vazamento, o cantor não quis se pronunciar. Confira o audio abaixo:

Nesta sexta-feira (24) foi a vez de Cezzinha acusar o Governo do Estado de cobrar parte do cachê para garantir a participação em eventos culturais bancados pelo dinheiro público. Artista convoca classe para denunciar corrupção.

André Rio ficou famoso no Estado por interpretar sucessos como "Último regresso", “Chuva de sombrinhas” e “Sou teu amor”. Em 2012, o artista foi um dos destaques da campanha política de Geraldo Julio à Prefeitura do Recife.

Descrição:

"Amigo Claudinho, aqui quem fala é André Rio. Tamo junto parceiro. Tamo junto contra essas safadezas, essas improbidades. Só para o grupo saber: amanhã é dia 23, o dinheiro apareceu hoje. Hoje, me ofereceram quatro shows na Empetur, quatro, e mais dois na Fundarpe. Acontece que eu tinha que deixar metade do meu cachê de comissão. Tá vendo como são as coisas aqui nesse estado, como tá o estado? Agora, tem muito artista que aceita. Aí fica aí no grupo e aceita essas coisas. Depois ficam reclamando pq a gente é tratado desta forma. Se todo mundo não tiver uma postura de hombridade, de não aceitar, de denunciar...eu não pago nenhum tipo de bola. Eu já tenho empresário para isso. Eles têm a obrigação constitucional de promover a nossa cultura. É um absurdo eles chegarem de última hora, oferecem uma cidade longe, pega o cachê e diz que, no meu caso, o cachê é x e eu tenho que deixar metade do x de bola para as pessoas que dirigem esses órgãos, essa esculhambação. Temos que nos juntar e ir no Ministério Público botar para arrombar nesse povo todo. Caba macho mesmo é Alcymar. É o único caba macho que eu conheço, que vai e bota a boca no trombone".

Leia também:

Sobrinho de Gonzagão desabafa: Safadão não tem culpa e sim quem contrata

Após polêmica com cachê, Show de Wesley Safadão é confirmado em Caruaru

GOVERNO SE DEFENDE

Em nota assinada pela Secretaria de Esportes Turismo e Lazer; Secretaria de Cultura, Empetur e Fundarpe, órgãos envolvidos na contratação de artistas para a realização atrações culturais, o Governo de Pernambuco afirma que as contratações seguem critérios rígidos e legais. O texto também afirma que vai processar o cantor.

Confira a nota na íntegra:

"Sobre o áudio gravado pelo cantor André Rio, as secretarias de Turismo e de Cultura do Governo do Estado de Pernambuco, a Fundarpe e a Empetur informam que trabalham segundo as recomendações definidas pelo Tribunal de Contas do Estado e do Ministério Público, seguindo todos os critérios e normas legais nas contratações. O Governo de Pernambuco vai apurar e punirá civil e criminalmente qualquer um que venha a tomar este tipo de atitude na atual gestão. Além disso, vai acionar judicialmente qualquer pessoa que faça acusações inverídicas, para que ele possa informar e provar quem realizou ou propôs este tipo de negociação, tal como o relatado pelo citado cantor".


- Felipe Carreras (secretário de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco)
- Marcelino Granja (secretário de Cultura de Pernambuco)
- Ana Paula Vilaça (presidenta da Empetur)
- Márcia Souto (presidenta da Fundarpe)

Leia também:

Cachê de atrações no São João de Caruaru gera polêmica

Fundação de Cultura de Caruaru pedirá esclarecimentos sobre valor de cachês

Mais Lidas