Depois de áudio vazado, TCE instala auditoria especial na Fundarpe e Empetur

Cantor André Rio denunciou cobrança de comissões ilícitas sobre os cachês de São João

REPASSE

Rádio Jornal

Cantor André Rio. Foto: Reprodução


Depois que o áudio do cantor André Rio denunciando o repasse de verba dos shows do São João para terceiros viralizou, o Tribunal de Contas do Estado instala nesta terça-feira (28) uma auditoria especial na Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe) e na Empresa de Turismo de Pernambuco (Empetur) para investigar o caso.

A medida foi tomada a partir de uma representação do Ministério Público de Contas de Pernambuco. A conselheira Teresa Duere será a relatora da análise dos contratos de 1º de janeiro de 2015 até agora, para analisar o pagamento de comissões ilícitas nos cachês denunciado por André Rio. Quem também vai prestar esclarecimentos é o sanfoneiro Cezzinha, que também teve um áudio sobre o assunto compartilhado.

A bancada de oposição da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) vai protocolar pedido de informações ao Governo do Estado a respeito do episódio. Sílvio Costa Filho (PRB) afirma que é preciso transparência com o dinheiro público na Cultura. Entretanto, ele foi personagem do escândalo dos shows fantasmas na Empetur na época em que era secretário Estadual de Turismo. 

[uolmais_audio 15910210]

Os deputados aliados ao Governo Estadual reclamam da "cultura das denúncias sem sustentação". O líder da bancada, Waldemar Borges (PSB), comenta o caso:

[uolmais_audio 15910211]

 

TAGS

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

CONTINUE LENDO