REPASSE

Depois de áudio vazado, TCE instala auditoria especial na Fundarpe e Empetur

Cantor André Rio denunciou cobrança de comissões ilícitas sobre os cachês de São João

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 28/06/2016 às 11:27
Leitura:
Cantor André Rio. Foto: Reprodução


Depois que o áudio do cantor André Rio denunciando o repasse de verba dos shows do São João para terceiros viralizou, o Tribunal de Contas do Estado instala nesta terça-feira (28) uma auditoria especial na Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe) e na Empresa de Turismo de Pernambuco (Empetur) para investigar o caso.

A medida foi tomada a partir de uma representação do Ministério Público de Contas de Pernambuco. A conselheira Teresa Duere será a relatora da análise dos contratos de 1º de janeiro de 2015 até agora, para analisar o pagamento de comissões ilícitas nos cachês denunciado por André Rio. Quem também vai prestar esclarecimentos é o sanfoneiro Cezzinha, que também teve um áudio sobre o assunto compartilhado.

A bancada de oposição da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) vai protocolar pedido de informações ao Governo do Estado a respeito do episódio. Sílvio Costa Filho (PRB) afirma que é preciso transparência com o dinheiro público na Cultura. Entretanto, ele foi personagem do escândalo dos shows fantasmas na Empetur na época em que era secretário Estadual de Turismo.



Os deputados aliados ao Governo Estadual reclamam da "cultura das denúncias sem sustentação". O líder da bancada, Waldemar Borges (PSB), comenta o caso:

Mais Lidas