ENTREVISTA

Janaína Paschoal diz que perícia do Senado não anula culpa de pedaladas

Autora de pedido de impeachment concedeu entrevista ao quadro Passando a Limpo desta terça (28)

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 28/06/2016 às 9:50
Leitura:
Foto: Agência Senado


Em entrevista à bancada do Passando a Limpo desta terça-feira (28), a jurista Janaína Paschoal, autora do pedido de impeachment da presidenta Dilma Rousseff aprovado na Câmara dos Deputados, foi veemente ao comentar laudo de perícia solicitada pela comissão no Senado sobre pedaladas atribuídas à presidente afastada, principal acusação citada no pedido de impeachment. "Não é papel do perito falar sobre culpa, dolo, intenção ou responsabilidade. O perito responde questões objetivas apenas", afirmou.

O laudo da perícia disse não haver "controvérsia" sobre o fato de Dilma Rousseff ter agido para liberar créditos suplementares sem o aval do Congresso através de decretos e que não foi identificada ação dela nas chamadas "pedaladas fiscais". Entretanto, para Janaína isso não tira a responsabilidade de Dilma no caso.

"Com relação aos decretos, eles estão assinados e não há controvérsias, com relacao às pedaladas eles explicaram que houve sim um empréstimo do Banco do Brasil ao tesouro e que foram cobrados juros. Tudo isso eles apontaram. Claro que não tem ato direto da presidente, ela não trabalha no Banco do Brasil, mas o que tem é a gestão da política econômica que foi toda norteada pela instrumentalização dos bancos publicos", analisou a jurista.

Janaína reiterou que as pedaladas ferem a Lei de Responsabilidade Fiscal e não poderiam ter sido feitas, para ela o laudo pericial apenas confirmou a acusação. Ouça aqui a entrevista completa:

Mais Lidas