TORTURA NUNCA MAIS

Torturado e morto durante a ditadura, Padre Henrique ganha busto

Grupo realizou protesto durante solenidade contra presidente interino Michel Temer e vaiou o prefeito Geraldo Julio e o secretário Pedro Eurico

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 28/06/2016 às 17:45
Leitura:
Prefeito foi vaiado por multidão
Foto: Isabela Dias/ Rádio Jornal

Para homenagear a trajetória do Padre Henrique Pereira da Silva Neto, torturado e assassinado durante a Ditadura Militar, um busto para lembrar o religioso foi instalado na Praça de Parnamirim, Zona Norte do Recife, último local onde o padre foi visto.

A ação remete ao Dia Internacional de Luta contra a Tortura, instituído no dia 26 de junho de 1987, celebrado no último domingo.

Confira os detalhes na reportagem de Isabela Dias:

A irmã do Padre Henrique, Isaíras Pereira fala da importância para lembrar outras vítimas. “Esse busto falará de liberdade, de democracia perdida e reconquista, de igualdade, direitos humanos. Será uma história contada no dia a dia para todas as pessoas que passarem por aqui”, disse.

O coordenador da Comissão da Verdade, Fernando Coelho, falou que é um reconhecimento tardio, mas válido e que mostra que ainda existem pessoas que se sacrificam por um ideal.

O corpo do padre foi encontrado com marcas de tortura e execução em um terreno baldio na Cidade Universitária em maio de 1969. Durante a inauguração do busto, um grupo de manifestantes gritou palavras de ordem na chegada do prefeito Geraldo Julio e do secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico.

Mais Lidas