MISTÉRIO

Paulo César Morato morreu por envenenado com chumbinho, confirma SDS

Paulo César Morato era um dos investigados na Operação Turbulência deflagrada pela Polícia Federal em Pernambuco

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 30/06/2016 às 15:58
Leitura:
Foto: Divulgação/ PF

Foi concluído na manhã desta quinta-feira (30) o laudo médico que aponta a causa morte do empresário encontrado morto no dia 22 de junho em um motel na cidade Olinda, Paulo César Morato, de 49 anos.

A Secretaria de Defesa Social confirmou a morte de Morato foi causada por uma substância chamada de organofosforados, mais conhecida como chumbinho. No início da tarde, a Folha de Pernambuco publicou a informação de que a causa da morte do empresário foi por envenenamento.

A coletiva de imprensa que estava marcada para esta tarde foi cancelada e a SDS resolveu se pronunciar apenas através de nota.

Os detalhes no flash de Isabela Dias:

Nota distribuída para repórteres na SDS
Foto: Isabela Dias/ Rádio Jornal

O resultado dos exames realizados em parte das vísceras do corpo do empresário que foi levada para análise no estado da Paraíba, já foi entregue ao secretário de Defesa Social de Pernambuco, Alessandro Carvalho.

Juliana Oliveira tem outros detalhes:

Corpo foi encontrado em motel
Foto: Sérgio Bernardo/ JC Imagem

Até o momento, o corpo do empresário continua no Instituto de Medicina Legal do Recife aguardando familiares para fazer a retirada.

Paulo César Morato era um dos investigados na Operação Turbulência deflagrada pela Polícia Federal em Pernambuco que investiga desvio de dinheiro público. Paulo Cesar estava sendo procurado pela polícia como sendo testa de ferro de uma organização criminosa suspeita de lavar dinheiro para financiar as campanhas do ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos, nos anos de 2010 e 2014.

Mais Lidas