OPINIÃO

Bancada política no debate da Super Manhã desta sexta-feira

Debate recebeu cientista político Adriano Oliveira, o advogado Humberto Vieira de Melo e o jornalista Ivan Maurício

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 01/07/2016 às 13:09
Leitura:
Foto: Rádio Jornal

O debate da Super Manhã recebeu o cientista político Adriano Oliveira, o advogado Humberto Vieira de Melo e o jornalista Ivan Maurício para falar sobre política. A bancada política da Rádio Jornal discutiu, entre outros assuntos, a pesquisa de avaliação do governo do presidente interino Michel Temer.

Um levantamento divulgado nesta sexta-feira (2) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) mostra avaliação da população sobre governo interino de Michel Temer. Com pouco mais de um mês na presidência, Temer foi considerado ruim ou péssimo por 39% da população, em junho, de acordo com a pesquisa CNI/Ibope.

O cientista político Adriano acredita que a pesquisa é precipitada e o correto seria uma análise da expectativa da população. "A pesquisa é precipitada. Você não tem como avaliar um governo com apenas 40 dias. Você avalia expectativa", disse.

O jornalista Ivan Maurício avalia que é possível que a opinião pública seja mais favorárel a partir de agora, quando ele anunciou medidas como aumento no valor do Bolsa Família. "Essa pesquisa agora não ofende em nada", comentou.

Na última pesquisa CNI/Ibope que avaliou o governo de Dilma, em março deste ano, 69% dos entrevistados consideram o governo da petista ruim ou péssimo.

O percentual de pessoas que consideram o governo de Michel Temer ótimo ou bom é 13%, contra 10% de Dilma. Já os que avaliam o governo Temer como regular somam 36%. Em março, 19% disseram que o governo de Dilma era regular.

A popularidade do presidente interino é maior que a da presidenta afastada Dilma Rousseff, mas também é negativa. Entre os entrevistados, 31% concordam com a maneira Temer de governar e 53% discordam. No caso de Dilma, 82% concordavam com a maneira de ela governar em março de 2016 e 14% aprovavam.

Sobre a confiança, 27% confiam no presidente Temer e 66% não confiam. O índice de confiança de Dilma era de 18%; 80% não confiavam na presidenta afastada.

Confira os detalhes no debate desta sexta-feira:

Mais Lidas