CASO MORATO

"Estamos perto de terminar a investigação", garante Gleide Ângelo sobre morte de Morato

A equipe esteve no motel Ti-Ti-Ti, que fica na Segunda Perimetral, em Olinda, desde a manhã deste sábado e saiu por volta das 14h

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 02/07/2016 às 17:35
Leitura:

A Polícia Civil realizou nova perícia neste sábado (2) no motel Ti-Ti-Ti, local onde o empresário Paulo César de Barros Morato, foi encontrado morto.

Em coletiva realizada no início da tarde no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), a delegada Gleide Ângelo, responsável pelo caso, explicou que a perícia fez uma planta do motel, incluindo o quarto, para que fosse indicado o posicionamento das câmeras de monitoramento.

Ainda segundo a delegada, a investigação está muito próxima de ser concluída. “A gente está perto de terminar a investigação. A gente vai esperar chegar esse laudo que foi feito agora”, disse.

A perita Vanja Coelho detalhou como ocorreu a perícia deste sábado.

Os detalhes na reportagem de Isabela Dias:

Polícia passou três horas no motel realizando a perícia

A equipe esteve no motel Ti-Ti-Ti, que fica na Segunda Perimetral, em Olinda, Na Região Metropolitana do Recife desde o início da manhã de sábado e saiu por volta das 14h.

O empresário Paulo César de Barros Morato foi encontrado morto no quarto do motel no último dia 22. Ele era investigado pela Polícia Federal na Operação Turbulência, citado como proprietário de empresa fantasma e possível envolvimento no esquema de lavagem de dinheiro e custeio das campanhas de Eduardo Campos em 2010 e 2014.

Na última quinta-feira, a Secretaria de Defesa Social confirmou que o empresário morreu por envenenamento por pesticida conhecido como chumbinho.

Mais Lidas