Atendimento no setor de queimados do Hospital da Restauração sobe 10%

Entre os dias 11 e 30 de junho, 56 pessoas foram atendidas no setor de queimados. No HR, 64% dos pacientes são crianças

SÃO JOÃO

Rádio Jornal

Chefe do setor de queimados, Marcos Barreto afirmou que aumento no número de queimados foi por falta de supervisão. Foto: Clarissa Siqueira/Rádio Jornal


Reportagem de Clarissa Siqueira

No São João deste ano, o número de pacientes internados na Unidade de Queimados na Hospital da Restauração aumentou 10% em relação a 2015. Se comparado ao período junino de 2014, o número é 14% maior.

[uolmais_audio 15916608]

Entre os dias 11 e 30 de junho, 56 pessoas deram entrada no centro de tratamento com queimaduras provocadas por fogos e fogueiras. De acordo com o chefe da unidade de referência, Marcos Barreto, a maior parte dos pacientes é menor de 14 anos. São 20 adultos e 36 crianças. 

Entre os casos mais graves está o do Wendick Rodrigues, de apenas 5 anos. Ele está internado desde o dia 23 de junho com queimaduras e segundo e terceiros graus em 35% do corpo. Wendick brincava na frente de casa, na zona rural de São Bento do Una, no Agreste do estado, quando o irmão mais velho soltou um rojão. Com o barulho, ele se assustou e caiu dentro de uma fogueira.

Para Marcos Barreto, faltou inspeção dos adultos. “Faltou cuidado, faltou supervisão. temos pacientes com risco de vida, pacientes mutilados, crianças com lesões graves”, disse. “Estou falando de pacientes que vão ficar meses, anos, em recuperação”, completou.

TAGS

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

CONTINUE LENDO