RESPEITO

População LBT recebe atendimento especializado no Hospital da Mulher do Recife

O serviço receberá demanda espontânea nas segundas e quartas-feiras entre 10h e 19h

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 06/07/2016 às 15:13
Leitura:
Foto: Divulgacão/ PCR

Mulheres lésbicas, bissexuais e transexuais transgenitalizadas (LBTs) têm atendimento garantido no Hospital da Mulher do Recife, na Zona Oeste da capital pernambucana.

Lá, a comunidade receberá acolhimento humanizado desde a chegada a unidade. A manicure Rose Aleixo foi atendida nesta quarta-feira (6) no Mutirão de Saúde à População LBT. “Foi maravilhoso. Eu cheguei aqui para procurar um médico só, que era o ginecologista. Vou ser atendida por um dermatologista, já passei por uma assistente social e vou passar por uma psicóloga”, contou.

O serviço inaugurado há 45 dias tem equipe formada especialistas por assistente social, psicólogo, endocrinologista, cardiologista, ginecologista e dermatologista.

O ginecologista e responsável pela equipe multidisciplinar, Cleyton Silva, pretende aproximar mais o público alvo do serviço.

Confira os detalhes na reportagem de Rafael Carneiro:

E o atendimento recebe demanda espontânea nas segundas e quartas-feiras entre 10h e 19h. Neste caso, o paciente LBT precisa apresentar comprovante de residência, RG, CPF e cartão SUS.

Desde a inauguração, o Hospital da Mulher tem obedecido calendário de serviços e hoje oferece ambulatório, ultrassonografia, casa das mães, e cirurgias ginecológicas. Dentro de 15 dias, vai entrar em operação o serviço de mulheres vítimas de violência.

Recife é considerada a segunda capital brasileira a implantar uma política de saúde específica para a comunidade LBT.

Mais Lidas