VIOLÊNCIA

Detentos fazem "churrasco" de gatos na Penitenciária Barreto Campelo

Presidente do Sindasp, João Carvalho, alerta para a falta de fiscalização dentro das unidades prisionais

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 11/07/2016 às 23:50
Leitura:
Presos se reuniram para ver mutilação dos gatos. Foto: Cortesia/Sindasp

Detentos da Penitenciária Barreto Campelo, em Itamaracá, abateram gatos no último domingo (10) para fazer um “churrasco” dentro da unidade prisional. Nas imagens divulgadas pelo Sindicato dos Agentes de Segurança Penitenciária e Servidores no Sistema Penitenciário do Estado (Sindasp), os animais foram mutilados e pendurados em cordas.

Para o presidente do Sindasp, João Carvalho, a matança dos animais é fruto da falta de fiscalização na unidade prisional. Ouça na reportagem:

De acordo com a Secretaria Executiva de Ressocialização, a SERES, o detento responsável pela matança dos animais já foi identificado e encaminhado para a Delegacia de Itamaracá para que sejam tomadas as “providências cabíveis”. No entanto, o órgão não deixou claro o meio pelo qual os animais foram parar dentro da unidade prisional.

Animais foram pendurados em cordas pelos detentos. Foto: Cortesia/Sindasp

Neste mesmo dia, os reeducandos lincharam o preso Gleybson José da Silva Soares, de 27 anos. Ele chegou a ser levado para o Hospital Miguel Arraes, em Paulista, mas foi a óbito.

Mais Lidas