POLÊMICA

Motoristas do transporte escolar protestam contra nova norma técnica da ABNT

Norma técnica prevê a padronização de carros do transporte escolar em todo o Brasil. Kombis, Doblôs e Vans não poderiam mais circular

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 15/07/2016 às 8:10
Leitura:
Motoristas estão concentrados no bairro do Recife Antigo
Foto: Rafael Carneiro/ Rádio Jornal


Uma mobilização dos motoristas do transporte escolar da Região Metropolitana do Recife reúne na manhã desta sexta-feira (15), no bairro do Recife Antigo, contra uma nova norma técnica da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) que quer padronizar os veículos.

Apesar da mobilização, o trânsito não é afetado no bairro do Recife Antigo. A Avenida Alfredo Lisboa segue sem retenções. Os motoristas estão concentrados ao lado do Centro de Artesanato de Pernambuco, no Marco Zero.

No local, carros de vários modelos para chamar a atenção contra esse movimento que está sendo discutido em São Paulo há, pelo menos, três meses. A norma prevê que todos os motoristas passem a utilizar um micro-ônibus com capacidade para 20 pessoas.

José Bezerra, presidente do Sindicato do Transporte Escolar de Pernambuco, disse que inicialmente o ato ficará apenas no bairro do Recife Antigo para entregar uma carta aberta à sociedade. Segundo ele, essa medida vai penalizar os profissionais e também a mobilidade, já que os veículos são maiores.

Confira os detalhes na reportagem de Rafael Carneiro:

“O veículo que custa R$ 200 mil para você financiar é muito alto. A gente não tem condições nenhuma, mesmo quando se fala que vai ter incentivo. Mesmo com incentivo fiscal esse veículo fica um custo alto”, reclamou o presidente do Sindicato.

Estima-se que em todo o Estado, 2.100 motoristas fazem transporte escolar. Só no Recife, são 680.

A NORMA

Está sendo elaborada uma norma técnica que prevê a padronização de carros do transporte escolar em todo o Brasil. O estudo está sendo organizado pela ABNT, e com ele 130 mil motoristas deixariam de usar Kombis, Doblôs e Vans no transporte de crianças para adotar a um modelo de micro-ônibus com capacidade para transportar 20 pessoas.

Mais Lidas