MORADIA

Membros de ocupações interditam Av. Agamenon Magalhães por mais de uma hora

Os manifestantes são de quatro ocupações e pedem por moradias dignas. Representantes do grupo foram recebidos para uma reunião na Cehab

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 19/07/2016 às 9:59
Leitura:
Corpo de Bombeiros controlou as chamas após a via ficar interditada por quase uma hora
Foto: Rafael Carneiro/ Rádio Jorna

Um protesto realizado na Avenida Agamenon Magalhães, na altura da reitoria da Universidade de Pernambuco (UPE), na manhã desta terça-feira (19), interditou a via por cerca de uma hora e meia. O grupo havia ateado fogo e o Corpo de Bombeiros controlou as chamas.

Os manifestantes são de quatro ocupações e pedem ao Governo de Pernambuco por moradias dignas. Uma comissão representando as quase 1900 famílias foi recebida na Companhia Estadual de Habitação (Cehab), localizada na Rua Odorico Mendes, no bairro de Campo Grande, próximo ao local do protesto.

O presidente da Organização e Luta por Moradia Digna de Pernambuco, Josenildo Guimarães, disse que há três meses o grupo tenta reuniões com o governo. “E as reuniões eram desmarcadas com Marcos Baptista”, disse, informando que as reuniões que a Organização foi convidada foram canceladas. Marcos Baptista é diretor presidente da Cehab.

Fogo foi controlado pelo Corpo de Bombeiros
Foto: Rafael Carneiro/ Rádio Jornal

Confira os detalhes na reportagem de Rafael Carneiro:

“Tem aqui família da Esperança Um, do Renascer do Arco-íris, em Casa Amarela, família que ocupou o Bandepe e o Espinheiro”, relatou, informando que a Companhia tem feito uma seleção e recebendo apenas alguns representantes de outras ocupações.

Mais Lidas