CRIME

Secretário de Defesa Social garante que responsáveis por execução de assaltante serão identificados e presos

Luan Alípio Ramos, de 19 anos, ficou ferido ao tentar assaltar uma pizzaria no Ipsep. No caminho para o hospital, ele foi assassinado

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 21/07/2016 às 16:50
Leitura:
Foto: Thales Siqueira / Rádio Jornal



O delegado Paulo Dias, do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa, vai assumir as investigações sobre uma tentativa de assalto a uma pizzaria, no Ipsep, na Zona Sul do Recife, em que um policial militar que estava no estabelecimento com a família, reagiu e foi baleado na troca de tiros.

O suspeitos, um jovem identificado por Lucas, conseguiu fugir do local e o outro, Luan Alípio Ramos, de 19 anos, ficou ferido e quando estava sendo transferido da UPA da Imbiribeira para o Hospital Getúlio Vargas (HGV) foi executado. Na ação, quatro homens encapuzados interceptaram a ambulância do Corpo de Bombeiros, renderam a equipe médica e dispararam contra o suspeito.

Foto: Erick França / Rádio Jornal


O secretário de Defesa Social (SDS), Alessandro Carvalho, afirmou que o caso vai ser apurado e firmou o compromisso de esclarecer o caso o mais rápido possível. O Corpo de Bombeiros também vai instaurar uma sindicância para apurar o caso.

Nesta quinta-feira (21), peritos do DHPP encontraram três impressões digitais na porta dianteira da ambulância que poderão ser usadas para identificar o homens que praticaram a execução. O laudo preliminar da perícia deve ser entregue em dez dias para o delegado responsável.

Na enfermaria do Hospital da Restauração, o militar passa bem, de acordo com boletim médico divulgado. Ele teve ferimentos na cabeça, no tórax e em uma das pernas e não corre risco de morte.

Mais Lidas