MOSQUITO

Vigilância sanitária do Recife se une a agentes de saúde no combate a arbovirores

E a população pode ajudar a prevenir os focos em locais abandonados no Recife na ouvidoria da saúde. O número é o 0800.081.1520

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 27/07/2016 às 15:06
Leitura:
Foto: acervo JC Imagem


Baseados numa lei federal, agentes de saúde ambiental e de controle de endemias foram para o bairro do Cordeiro, na Zona Oeste do Recife, nesta quarta feira (27), local em que o mosquito causador de dengue, chicungunya e zika tem feito muitas vítimas. O foco foi em imóveis abandonados do bairro, quatro no total. Na Rua Áureo Xavier, uma casa fechada há dois anos deu trabalho e um chaveiro foi chamado para facilitar a vistoria.

A preocupação pelo local foi reforçada por ser vizinho a um abrigo de idosos. E não é à toa, das 19 mortes causadas por arboviroses no município, 14 pessoas estavam com mais de 65 anos. Além de guardas municipais, a novidade foi a presença da vigilância sanitária.

No Recife, de 89 imóveis identificados como fechados, 35 já receberam a vistoria. Antes de serem abertos, os agentes realizam três visitas em horários diferentes num período de 10 dias. E a população pode ajudar a prevenir os focos em locais abandonados no Recife na ouvidoria da saúde. O número é o 0800.081.1520.

Mais Lidas