ZONA OESTE

Governador criará grupo de trabalho para melhorar segurança no Sancho

Após anular desapropriações no entorno do Complexo Prisional do Curado, no Sancho, Paulo Câmara afirmou que grupo com moradores discutirá segurança

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 28/07/2016 às 8:05
Leitura:
Paulo Câmara fez foto mostrando apoio aos moradores
Foto: Cortesia


Com direito a foto com cartão na mão, o governador Paulo Câmara revogou o decreto do dia 6 de abril sobre a desapropriação no bairro do Sancho, na Zona Oeste do Recife. O Governo do Estado vai criar um grupo de trabalho com moradores do entorno para discutir a melhoria na segurança da área.

No local, 55 imóveis seriam demolidos para a construção de um muro no Complexo Prisional do Curado. A medida foi tomada após a fuga em massa no Presídio Frei Damião de Bozzano em janeiro deste ano.

LEIA TAMBÉM: Moradores do entorno do Complexo do Curado temem desapropriações

Arcebispo de Olinda e Recife defende permanência de famílias no entorno do Presídio do Curado

Audiência discute desapropriação ao redor do Complexo do Curado

Confira nota completa emitida pelo Governo do Estado, nessa quarta-feira (27):

O governador Paulo Câmara recebeu, hoje (27.07), no Palácio do Campo das Princesas, integrantes da Comissão de moradores do bairro do Sancho, na Zona Oeste do Recife, para informar sua decisão de revogar o Decreto de n.o 42862 de 06 de abril de 2016, que previa a desapropriação, por interesse público, de alguns imóveis no entorno do Complexo Prisional do Curado para ampliar a segurança na área.

"Chegamos a este momento com diálogo, que foi fundamental para a gente encontrar uma solução que atenda ao interesse de todos. E vamos construir os próximos passos em conjunto. Tudo o que pactuamos nestes 90 dias foi cumprido", declarou Paulo Câmara. O governador afirmou que a revogação visa reforçar que toda e qualquer intervenção que venha ser feita no local será previamente trabalhada com os integrantes desta comissão.

Tal decisão vem sendo construída nos últimos três meses, entre os moradores e o Governo, via Secretaria da Casa Civil e Secretaria de Desenvolvimento Social. Nesse período, as ações práticas do decreto ficaram suspensas e o diálogo foi intensificado com a comunidade.

Na manhã de segunda-feira (18.07) da semana passada , representantes da gestão estiveram no Sancho garantindo aos moradores que uma solução positiva seria apresentada esta semana. O que se confirmou no dia de hoje.

O governador criou uma comissão paritária composta de integrantes do Governo do Estado, Prefeitura do Recife e moradores para discutir os próximos encaminhamentos. Estiveram presentes na reunião de hoje, no gabinete do governador, o prefeito do Recife, Geraldo Julio, o secretário Executivo da Casa Civil, Marcelo Canuto, o secretário de Desenvolvimento, Isaltino Nascimento, e a comissão de moradores do Sancho.

Mais Lidas