POLÊMICA

Secretário de Administração defende Organizações Sociais de Saúde

Segundo o secretário de Administração, Milton Coelho, o governo está absolutamente tranquilo e já apresentou sua defesa no TCE

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 28/07/2016 às 11:33
Leitura:
Foto: Sergio Bernardo/ JC Imagem


O secretário de Administração de Pernambuco, Milton Coelho, disse que não há anormalidades na ação do Tribunal de Contas do Estado (TCE). Em entrevista à Rádio Jornal, nesta quinta-feira (28), ele falou sobre o posicionamento da conselheira do TCE, Teresa Duere e defendeu a implantação das Organizações Sociais (OSs), implantadas pelo então governador Eduardo Campos.

Ele falou sobre a implantação do novo modelo, a partir de 2007, que possibilitou a construção dos três hospitais metropolitanos, 24 UPAs e o Hospital Regional do Agreste. “A gestão desses hospitais foi entregue, mediante licitação, a instituições muitos sérias, de reputação incontestável em Pernambuco”, disse, referindo-se à Santa Casa de Misericórdia, Fundação Maria Lucinda e ao Imip.

Segundo o secretário de Administração, o governo está absolutamente tranquilo e já apresentou sua defesa no TCE. “Essas auditorias que foram deliberadas ontem vão começar a ser apuradas e durante o curso dessa apuração vai ser demonstrado que o custo de operação desses hospitais, além de eficiente, está compatível ou até mais baixo do que a rede antiga”, defendeu. “O que é que se quer: que tire a operação dos hospitais novos, das redes de UPAs novas, das OSs e fechem esses hospitais? É isso que se pretende? Nós estamos vivendo um momento difícil de crise”, rebateu o secretário.

Confira os detalhes na entrevista:

Confira o Passando a Limpo completo:

Mais Lidas