FEMINICÍDIO

Ato no Fórum de Olinda pede justiça sobre caso de professora assassinada em 2014

O acusado pelo crime é o namorado dela na época, Marcos Aurélio Barbosa da Silva, que vai ser julgado, nesta quarta (3), no Fórum de Olinda

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 02/08/2016 às 15:10
Leitura:
Ex-companheiro confessou ter assassinado a facadas Sandra e o filho dela
Foto: Reprodução / Internet


O Sindicato dos Professores do Recife, militantes do Movimento Mulheres em Luta e do Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU) vão realizar, nesta quarta-feira (3), um ato em frente ao Fórum de Olinda para pedir por justiça sobre o caso da professora Sandra Lúcia Fernandes, assassinada em 2014. O acusado pelo crime é o namorado dela na época, Marcos Aurélio Barbosa da Silva, que vai ser julgado às 9h, em uma audiência no Fórum de Olinda.

A coordenadora de Comunicação do Sindicato dos Professores (Simpere), Cláudia Ribeiro, explica que o ato é uma denúncia contra machismo e pede que o julgamento seja cumprido.

No dia 17 de fevereiro de 2014, Marcos foi preso e confessou ter assassinado a facadas Sandra e o filho dela, Icauã Rodrigues, de 10 anos, na residência onde moravam em Jardim Atlântico, Olinda. Na época, ele alegou ciúmes da vítima e assassinou a professora após uma discussão quando teriam chegado de uma prévia de carnaval.

Sandra era coordenadora de Assuntos Jurídicos do Sindicato dos Professores e militante de Movimentos de Combate à Violência Contra Mulher. De acordo com a organização do movimento, o ato vai ficar em vigília em frente ao Fórum e não tem hora para terminar. Estudantes e professores também devem participar.

Mais Lidas