FEMINICÍDIO

Ato no Fórum de Olinda pede justiça sobre caso de professora assassinada em 2014

O acusado pelo crime é o namorado dela na época, Marcos Aurélio Barbosa da Silva, que vai ser julgado, nesta quarta (3), no Fórum de Olinda

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 02/08/2016 às 15:10
Leitura:
Ex-companheiro confessou ter assassinado a facadas Sandra e o filho dela
Foto: Reprodução / Internet


O Sindicato dos Professores do Recife, militantes do Movimento Mulheres em Luta e do Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU) vão realizar, nesta quarta-feira (3), um ato em frente ao Fórum de Olinda para pedir por justiça sobre o caso da professora Sandra Lúcia Fernandes, assassinada em 2014. O acusado pelo crime é o namorado dela na época, Marcos Aurélio Barbosa da Silva, que vai ser julgado às 9h, em uma audiência no Fórum de Olinda.

A coordenadora de Comunicação do Sindicato dos Professores (Simpere), Cláudia Ribeiro, explica que o ato é uma denúncia contra machismo e pede que o julgamento seja cumprido.

No dia 17 de fevereiro de 2014, Marcos foi preso e confessou ter assassinado a facadas Sandra e o filho dela, Icauã Rodrigues, de 10 anos, na residência onde moravam em Jardim Atlântico, Olinda. Na época, ele alegou ciúmes da vítima e assassinou a professora após uma discussão quando teriam chegado de uma prévia de carnaval.

Sandra era coordenadora de Assuntos Jurídicos do Sindicato dos Professores e militante de Movimentos de Combate à Violência Contra Mulher. De acordo com a organização do movimento, o ato vai ficar em vigília em frente ao Fórum e não tem hora para terminar. Estudantes e professores também devem participar.

Mais Lidas