VIOLÊNCIA CONTRA MULHER

Profissional do Mais Médicos estuprada em Capoeiras deixará o Brasil

A médica cubana tem 30 anos e é casada com outro médico cubano. Ela estava na cidade há dois anos e meio pelo programa Mais Médicos

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 05/08/2016 às 7:15
Leitura:
Legenda


A médica cubana que foi vítima de estupro em posto do Programa Saúde da Família (PSF) de Capoeiras, no Agreste de Pernambuco, vai deixar o Brasil nos próximos dias. O crime praticado contra a profissional do Mais Médicos ocorreu num posto do PSF na última segunda-feira (1º). A unidade de saúde não tem vigilante e nem câmeras de monitoramento.

A profissional de saúde tem 30 anos, é casada com outro médico cubano e estava na cidade havia dois anos e meio.

O município de Capoeiras fica a 237 quilômetros do Recife. A população está assustada com a violência e sem atendimento em dois locais, já que o casal se afastou do trabalho.

Um representante da Organização Pan Americana de Saúde (Opas) está no estado para prestar assistência. A polícia sabe que o criminoso estava com calça jeans azul, casaco de cor clara e detalhes verdes, além de capacete com viseira preta.

A polícia invetiga ainda se houve a participação de mais dois homens no estupro da cubana do Mais Médicos.

O presidente do Sindicato dos Médicos, Tadeu Calheiros, afirma que a falta de segurança é um fato:

Mais Lidas