VIOLÊNCIA POLICIAL

Família de adolescente baleado pede afastamento de PMs da Rocam

A ocorrência será investigada pelo DHPP. Caso aconteceu no sábado (6) e o adolescente baleado na cabeça está internado no Hospital da Restauração

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 08/08/2016 às 6:36
Leitura:
Adolescente está internado no Hospital da Restauração em estado grave
Foto: Acervo JC Imagem


A família do menino de 14 anos, que foi vítima de uma bala perdida em operação no Vasco da Gama, na Zona Norte do Recife, cobra o afastamento dos policiais militares da Rocam.

A família de Mateus Alexandre Teixeira de Melo vai acionar a corregedoria da SDS e cobrar punição para os policiais da Rocam. A Polícia Militar deve abrir uma sindicância interna e em seguida decidir se os envolvidos serão afastados do policiamento de rua.

Mateus Alexandre Teixeira de Melo permanece internado em estado grave no Hospital da Restauração, no Derby. O garoto foi baleado na cabeça na frente da residência na noite do último sábado (6).

Os policiais militares perseguiam na subida do Alto do Cruzeiro um trio suspeito de cometer assaltos num siena preto. Houve troca de tiros e dois rapazes foram detidos, sendo um deles reeducando em regime semiaberto beneficiado com saída temporária.

A ocorrência será investigada pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) a partir desta segunda-feira (8). A comunidade está revoltada com a postura dos policiais militares da Rocam após o menino ser baleado.

Uma testemunha, que não quer ser identificada, diz que os policiais militares demoraram a socorrer a criança inocente:

O pai do garoto está revoltado e diz que o filho não é bandido e que pode não realizar o sonho de se formar economista. Antônio Melo afirma que esses homens não podem mais continuar vestindo a farda da segurança pública:

Mais Lidas