SEGURANÇA

Guardas municipais pedem cumprimento de lei que dá posse legal de arma à categoria

Desde que a lei foi promulgada, em 2014, havia um prazo de dois anos para que as prefeituras reformulassem as guardas

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 08/08/2016 às 14:02
Leitura:
Foto: Isabela Dias / Rádio Jornal


Os guardas municipais de Pernambuco realizaram, nesta segunda-feira (8), um ato intitulado “Somos Todos Segurança Pública”. O objetivo foi reivindicar o cumprimento da lei 13.022 de 2014, que garante à categoria, porte de arma legalizado, além de capacitação e aperfeiçoamento. Centenas de guardas municipais saíram em caminhada da Praça do Derby, na área central do Recife, em direção ao Ministério Público do Estado, na Rua do Imperador.

O movimento realizado em todo o país é liderado pela Ordem dos Policiais do Brasil (OPB). Desde que a lei foi promulgada, em 2014, havia um prazo de dois anos para que as prefeituras reformulassem as guardas. De acordo com o presidente da OPB e idealizador do movimento, Frederico França, o prazo foi encerrado nesta segunda e o estatuto não foi cumprido por grande parte das prefeituras.

Um requerimento foi protocolado no Ministério Público, solicitando o cumprimento da lei federal. Em Pernambuco, existem cerca de 15.000 guardas municipais que atuam nos postos públicos, praças e parques das cidade.

Mais Lidas