VIOLÊNCIA À MULHER

Acusado de esconder corpo de esposa em tonel em 2014 é julgado

Júri popular do personal trainer Wellington Rodrigues, acusado de esconder o corpo da esposa, acontece no Fórum do Cabo de Santo Agostinho

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 09/08/2016 às 10:01
Leitura:
Personal trainer se apresentou à polícia após cinco meses de ter cometido o crime
Foto: Reprodução/ Acervo TV Jornal


Teve início na manhã desta terça-feira (9), no Fórum de Cabo de Santo Agostinho, o júri popular que vai julgar o crime cometido por Wellington Rodrigues de Araújo. Ele é acusado de matar a ex-companheira, Jacielma Vieira dos Santos, de 32 anos, em outubro de 2014. O júri é presidido pelo juiz Luiz Carlos Vieira de Figueiredo.

Wellington se apresentou à polícia em março de 2015, cinco meses depois de ter cometido o crime, que aconteceu em Ponte dos Carvalhos, no Cabo. O personal trainer contou que matou Jacielma, com era casado há sete anos, porque ela queria mudar de emprego e ir morar na Bahia.

Confira os detalhes no flash de Isabela Dias:

LEIA TAMBÉM

Ex-companheiro de professora assassinada em Olinda é condenado a 54 anos de prisão

Vítima tinha um filho de 4 anos com o acusado

O homem disse ainda que estrangulou a companheira e escondeu o corpo dentro de um tonel com areia na área serviço da casa em que morava. O acusado conheceu a vítima no estado de Minas Gerais, onde conviveram e tiveram uma filha, que tinha 4 anos na época do crime.

Julgamento acontece no Fórum do Cabo de Santo Agostinho
Foto: Isabela Dias/ Rádio Jornal

Wellington foi autuado em flagrante por ocultação de cadáver e responde por homicídio duplamente qualificado, por motivo torpe e sem chance de defesa para a vítima.

Mais Lidas